Jogo Responsável

O desenvolvimento do jogo online, através da generalização do acesso à internet e, ultimamente, da presença de plataformas de casino em equipamentos “mobile”, trouxe possibilidades de diversão e entretenimento impensáveis até há poucos anos. Contudo, os riscos do crescimento de situações de dependência, adição ou vício cresceram também. A própria Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta a dependência do jogo como um problema psicológico grave.
Neste sentido, defendemos firmemente os princípios do Jogo Responsável. Antes de mais, divulgando apenas plataformas de casino devidamente licenciadas e reguladas de acordo com a lei portuguesa, por isso mesmo totalmente cumpridoras das regras de proteção dos jogadores, incluindo, entre outras medidas, a possibilidade de autoexclusão e a proibição do acesso a menores de idade.
Além disso, promovemos as melhores práticas de jogo responsável e seguro, apelando a todos os utilizadores no sentido de as respeitarem e, acima de tudo, de se divertirem de forma saudável, evitando os perigos.

Como saber se estou a desenvolver uma dependência do jogo

Coloque a si mesmo, ou a uma pessoa que joga, as seguintes perguntas. A resposta deve sempre ser negativa.

  • Precisa de jogar mais tempo do que o que tinha determinado antes de jogar?;
  • Tende a jogar quando está deprimido, angustiado ou ansioso?;
  • Sente-se frustrado se não tiver a possibilidade de jogar?
  • Está a jogar com a convicção de recuperar perdas anteriores, e não por divertimento?
  • A sua vida profissional, social e pessoal está a ser afetada pelo facto de jogar?
  • Já chegou a pensar em infringir a lei para poder sustentar o seu jogo?

O que devo fazer para jogar de forma responsável?

Siga algumas regras simples e cumpra-as a cada momento.

  • Estabelecer um orçamento máximo, seja por dia, semana ou mês.
  • Se possível, estabelecer também um limite máximo de tempo. Um alarme ou despertador pode ser útil.
  • Evite jogar sob influência do álcool ou de drogas.
  • Nunca jogue para resolver um problema financeiro, pagar uma dívida, etc.
  • Nunca peça dinheiro emprestado para jogar.
  • Não deixe que o jogo interfira com a sua rotina e as suas responsabilidades diárias.
  • Se se sentir frustrado ou tem problemas pessoais a resolver, evite jogar para se distrair dessas questões.

O que é a autoexclusão e como funciona?

A autoexclusão é a possibilidade que o jogador tem de solicitar previamente, a uma plataforma de casinos online ou a todas, que o seu futuro acesso à plataforma seja impedido e bloqueado no futuro. O jogador pode pedir um período de autoexclusão temporário ou por um período de tempo indeterminado.
Para mais informações, contacte a sua operadora de jogos online habitual ou o Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ), a autoridade regulatória do jogo em Portugal, através do seu site: https://www.srij.turismodeportugal.pt.

Quero pedir ajuda. Quem posso contactar?

Além do já citado SRIJ, eis um conjunto de entidades que poderá contactar se respondeu afirmativamente a uma ou mais das perguntas que deixámos acima (Como saber se estou a desenvolver uma dependência do jogo?):
Jogo Responsável: www.jogoresponsavel.pt

Instituto de Apoio ao Jogador: www.iaj.pt

Linha Vida:

  • Telefone: 1414 (dias úteis, das 10h00 às 18h00, chamada gratuita);
  • E-mail: 1414@sicad.min-saude.pt

Jogadores Anónimos:

O jogo deve ser um momento lúdico, de diversão e alegria, e nunca de tensão, fuga à realidade ou meio de combater problemas. Parafraseando o verso de uma célebre canção, “o jogo é uma doença quando nele julgamos ver a nossa cura”. Siga as regras e divirta-se!